Software pirata? Não!

O uso de software pirata, apesar de muito comum, é, na verdade, uma prática arriscada, pois o nome e a credibilidade do seu negócio podem estar em risco caso a prática seja descoberta. Cuidado com a fiscalização da Microsoft! A gigante norte-americana, que resolveu fechar o cerco contra a pirataria e fiscalizar as empresas, o que resulta no pagamento de multa, além de inúmeros inconvenientes.

Como a Microsoft está agindo?

  • Enviando e-mails e/ou telefonando para as empresas alegando que houve uma denúncia referente a utilização do Windows não licenciado, por exemplo. Esses avisos normalmente virão junto com um pedido para o levantamento da licenças de uso.
  • Após esse levantamento inicial, será enviado um novo e-mail com um relatório de análise. Caso haja desconformidades, certas ações lhe serão impostas, e o que você deverá fazer é simples: segui-las!
  • As multas e os problemas com a justiça só ocorrerão se você não seguir a orientação da Microsoft. E qual será a orientação? Comprar o software original dentro do prazo estabelecido.

Como legalizar um software pirata?

  • Entrar em contato com o fornecedor do software utilizado e solicitar novas licenças para ele. Com isso, pode continuar utilizando a aplicação e contando com todas as vantagens de um software licenciado.
  • Caso a demanda se faça por uma nova solução, a compra direta por um pacote de programas já acompanhados de licença de uso é uma saída.

Quais os benefícios da legalização?

Há vários benefícios ao utilizar um software licenciado corretamente:

  • Suporte dos fornecedores: A partir do momento que você utiliza de um software licenciado, terá o direito de questionar o fornecedor acerca de qualquer problema ocorrido.
  • Segurança de dados: Um sistema pirateado é uma porta de entrada para visitantes mal-intencionados que podem roubar seus dados.
  • Redução de custos indesejáveis: Em um caso recente da justiça brasileira, uma grande universidade teve um prédio dela leiloado para o pagamento de dívidas referentes ao uso do sistema operacional da Microsoft sem pagar o seu licenciamento por 17 anos.

Comentários

Menu